quarta-feira, 20 de setembro de 2017

Caminhão roubado em Petrópolis é encontrado em SJB

(Foto: Parahybano)
Um caminhão baú carregado de tecidos foi roubado em Petrópolis na tarde de ontem, 19, e foi encontrado abandonado na manhã desta quarta-feira, 20, do outro lado da lagoa, em Grussaí, distrito de São João da Barra.

De acordo com informações da polícia, através de denúncias pelo 190 viaturas foram ao local onde após consulta foi constatado produto de roubo. Ninguém foi encontrado no interior do veículo e os materiais também foram roubados do caminhão baú VW 17.190, worker ano 2012/2013, de cor Branca, com placa KZJ 5674, de Paty do Alferes/RJ.

O caso foi registrado na 145ª Delegacia de Polícia de São João da Barra.

A ação foi realizada pela guarnição Delta 16 através do subtenente Almeida, sargento Braga, cabo Gilberto, com apoio da sala Operações 5ª Cia, com o sargento Maciel, cabo Érica Lopes e soldado Maciel.





Fonte: Parahybano

Justiça julga improcedente pedido de cassação contra o prefeito Rafael Diniz

(Foto: Ralph Braz | Pense Diferente)
A Justiça Eleitoral julgou improcedente o pedido de cassação contra o prefeito de Campos, Rafael Diniz(PPS), e sua vice, Conceição Sant’Anna, eleitos em 2016. A decisão, proferida pelo juiz Eron Simas, foi anunciada pelo Blog do Bastos nesta terça-feira (19).

A Ação de Investigação Judicial Eleitoral (Aije) foi proposta pela Coligação Frente Popular Progressista de Campos, Thiago Virgílio e Eduardo Crespo.

No pedido, os autores alegaram abuso de poder econômico por parte de Diniz e diretores de alguns veículos de comunicação.

O juiz entendeu que não houve o crime eleitoral alegado pelos autores da ação, que ainda não disseram se vão recorrer da decisão.




Fonte: Blog do Bastos

Idoso morre em capotamento na BR 356


Um idoso, de 78 anos, morreu após o carro em que estava capotar na BR 356, altura da localidade Três Vendas, em Campos. O acidente aconteceu por volta das 15h20 desta terça-feira (19).

Segundo o Corpo de Bombeiros, a vítima seguia sentido Itaperuna, quando perdeu o controle do veículo, que acabou capotando. O idoso, que era morador da localidade, não resistiu aos ferimentos e veio a óbito no local.

O corpo será encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) de Campos.




Fonte: Folha da Manhã

Homem assassinou mulher após ver ‘cenas íntimas’ com suposto amante

(Foto: Reprodução)
A Polícia Civil informou na manhã desta terça-feira (19) durante uma entrevista coletiva, a prisão do acusado de ter matado Mônica Gomes Rangel, de 29 anos na frente da filha. O crime aconteceu em março deste ano na localidade de Vila Nova, em Campos.

De acordo com Luiz Maurício Armond, delegado titular da 146ª DP/Guarus, Amaro de Sousa Rangel, conhecido como Zé do Baianinho, foi preso em Silva Jardim, onde estava escondido, após sofrer uma tentativa de homicídio. Ele teria procurado uma unidade de saúde para receber atendimento médico e ao ser identificado foi preso.

O delegado disse ainda que ele teria confessado o crime e que teria matado Mônica por ciúmes. “Ele teria visto vídeos e fotos íntimos de Mônica com outra pessoa, no computador, e que seu filho também teria visto essas imagens junto com ele, e por achar que estava sendo traído resolveu matá-la”, disse Armond.

Ainda segundo o delegado, no dia do crime, a filha do casal e a vítima, tentaram impediu a execução. Mônica foi atingida com dois tiros de espingarda calibre 12, sendo um no braço e o outro nas costas ao tentar fugir.




Fonte: Campos24horas

Manutenção e limpeza de canais em São João da Barra

(Foto: Divyulgação)
A Secretaria de Meio Ambiente e Serviços Públicos de São João da Barra, em parceria com a Secretaria de Estado do Ambiente (SEA) – através do programa Limpa Rio –, realizará nos próximos dias serviços de limpeza, remoção de vegetação e desobstrução dos canais Trapiche, que corta os Bairros da Chatuba, Porto Seguro, Nova São João da Barra e Água Santa, na Sede do Município; da Vila Esperança e da CEHAB, em Atafona; e do Quitingute, no 5º distrito.

Os serviços são necessários devido à falta de manutenção nos últimos anos. “Os canais estão com alto nível de propagação de vegetação, assoreados, com acúmulo de resíduos sólidos, podendo gerar problemas de saúde para a população e degradação da paisagem”, enfatizou o secretário de Meio Ambiente e Serviços Públicos, Alex Firme.

Com a ação serão removidas plantas aquáticas, como é o caso do aguapé e canavieiras, que reduzem o oxigênio da água, provocando mortandade de peixes e dificultando o escoamento da água através do seu fluxo normal. O serviço beneficiará também a navegação e a pesca artesanal na região.

“No 5º distrito, a continuidade dos serviços no canal Quitingute, com o apoio da Associação de Moradores e Pescadores da Quixaba, iniciados nos últimos meses, representará melhoria na qualidade e no fluxo da água até a Lagoa do Açu, possibilitando a desobstrução e interligação do canal com a Lagoa, aumento na produção do pescado e a geração de renda”, declarou Alex, detalhando que foi feita também uma solicitação à SEA para limpeza futura dos canais São Bento e Abreu.

Há 20 anos na profissão, o pescador artesanal de Quixaba, Jorge Luiz Nunes Barreto, acredita que essa atividade é fundamental para ajudar a repovoar as espécies de peixes de água doce. “Encontramos na Secretaria de Meio Ambiente o apoio que a classe pesqueira vem solicitando há alguns anos. Esse serviço é importante para facilitar a vida dos pescadores, que não precisarão se deslocar para pescar em outras cidades, na busca pelo sustento das famílias”, disse Jorge.






Fonte: Comunicação PMSJB

Secretaria de Educação e Cultura realiza Fórum de Inclusão no 5º distrito

(Foto: Ralph Braz | Pense Diferente)
A Prefeitura de São João da Barra, por meio da Secretaria de Educação e Cultura, promoverá na quarta-feira, 20, a partir das 8h, no auditório da Subprefeitura, em Sabonete, quinto distrito, o V Fórum de Inclusão: Um processo construído por todos. O evento acontecerá também na sede do Município, no dia 27 de setembro, no Cine Teatro, no mesmo horário. Os interessados em participar podem se inscrever pelo link: https://goo.gl/forms/wT7tYFjtgk1OTz732.

Direcionado a todos os profissionais da Educação, o fórum tem como objetivo desmistificar os preconceitos para que a aprendizagem ocorra de fato. "Acreditamos que a inclusão é um processo que se constrói a medida que cada um assume seu papel de responsabilidade social e educacional. As barreiras existem, mas superá -las depende da motivação intrínseca de cada cidadão. A Coordenação de Educação Inclusiva está engajada neste processo, assumindo um olhar voltado para um processo educacional inclusivo e efetivo, onde todos os alunos tenham as mesmas oportunidades," ressaltou a coordenadora de Educação Inclusão, Franciluce Nogueira. 

A programação pela manhã constará de apresentações do grupo do programa Mais Educação da escola municipal Manoel Alves Rangel, de Quixaba, e do coral de Libras da escola José Alves Barreto, de Mato Escuro. A psicopedagoga, instrutora de dança e intérprete de Libras, Andréa Marcolino, discursará sobre o tema: Inclusão das pessoas com deficiência na sociedade, através da dança e da psicopedagogia. Logo após, a coordenação fará uma abordagem do histórico da Educação Especial na rede municipal de ensino.

Retomando os trabalhos, às 14h, haverá uma apresentação sobre o projeto: Caravana da Inclusão: Contribuições na transformação da prática de valores. Em seguida, a especialista em Arteterapia e Executive Coaching Neuro-Semantics, Cristine de Sá, abordará o tema: Neurociência na educação: Contribuições da neurociência no desenvolvimento infantil. O fechamento ocorrerá às 16h, com entrega de certificados aos participantes.

Compromisso com os alunos no que se refere ao atendimento educacional especializado por meio de um trabalho interdisciplinar visando propiciar uma educação de qualidade é a proposta dos gestores escolares. 

– O Fórum de Inclusão é uma iniciativa da Secretaria Municipal de Educação e Cultura frente aos desafios de garantir o atendimento educacional previsto em legislação e proporcionar formação continuada aos nossos profissionais. A inclusão é um valor a ser semeado e partilhado em nossas escolas e na sociedade como um todo – frisou a secretária de Educação, Lúcia Siqueira.







Fonte: Comunicação PMSJB

segunda-feira, 18 de setembro de 2017

Ouvidoria Itinerante em Sabonete na terça-feira

(Foto: Divulgação)
O trabalho da Ouvidoria Itinerante, desenvolvido em São João da Barra com o intuito de criar um canal de comunicação entre o cidadão e a administração pública municipal, prossegue na próxima terça-feira, 19, em Sabonete. O atendimento, das 9h às 17h, será na Subprefeitura, com as ouvidorias da Saúde, Ordem Pública e Transportes.

O Projeto, que teve início no Açu, em agosto, prosseguiu em Barcelos e Mato Escuro. No cronograma de atendimento para esse mês de setembro, está incluída a localidade de Campo de Areia, no dia 26. Iniciando outubro, a Ouvidoria Itinerante estará em Atafona, no dia três. Também em outubro, Grussaí, dia cinco, e Cajueiro, dia 10. O projeto funcionará sempre a partir das 9h, no PSF de cada uma dessas localidades.


A finalidade é identificar as demandas mais rapidamente e facilitar o diálogo entre o Poder Executivo e os usuários dos serviços públicos. A Prefeitura já disponibiliza o atendimento das ouvidorias de Saúde, Ordem Pública e Transportes, de segunda a sexta, das 9h às 17h, na sede do município. 

A Ouvidoria da Saúde funciona na sede da Secretaria, localizada na Rua Barão de Barcelos, a de Transportes, no prédio em frente à Prefeitura, e a de Ordem Pública, no Térreo da Rodoviária.





Fonte: Comunicação PMSJB

Plano de Trabalho de Obras e Contenção em Atafona

(Foto: Ralph Braz | Pense Diferente)
Na busca de recursos para obras de contenção do avanço do mar em Atafona, a Prefeitura de São João da Barra enviou à Coordenadoria Geral de Prevenção e Preparação da Defesa Civil Nacional, no início de setembro, o Plano de Trabalho de Obras de Contenção. Responsável pela elaboração do documento, a Coordenadoria Municipal de Defesa Civil explica que o documento reforça a necessidade de captação de recursos para obra de Proteção e Restauração da Praia de Atafona. 

Sugerido pelo órgão federal, o Plano de Trabalho de Obras e Contenção tem como base o anteprojeto elaborado pelo Instituto Nacional de Pesquisas Hidroviárias (INPH), que prevê um valor em torno de R$ 180 milhões para sua execução. Considerada complexa, além do custo que foge ao alcance do município, a obra engloba a construção de nove espigões associados a aterro hidráulico. Dragagens no rio Paraíba do Sul também são previstas como parte do trabalho de restauração da paria de Atafona. 

Segundo o coordenador municipal de Devesa Civil, Adriano Assis, o Plano de Trabalho, em termos de captação do recurso junto ao Governo Federal, substitui o pedido de reconhecimento da Situação Emergência, enviado no início de agosto e indeferido pela União, por considerar que as ações realizadas pelo Município relacionadas ao fenômeno do avanço do mar, mesmo provisórias e emergenciais, foram eficientes em se tratando de um desastre gradual.

“Ao decretar Situação de Emergência, foi necessário utilizar um evento que referenciasse o transtorno, no caso a grande ressaca do dia 20 de julho. Porém, ao realizarmos a ação visando amenizar os danos materiais e humanos no período, principalmente na região atingida, considerou-se que a resposta do município quanto ao fenômeno naquele momento foi eficiente”, explicou Adriano, lembrando que, na ocasião, foi construída uma barragem provisória com sacos de areia impedindo o avanço da água na Rua Minervina Pereira, onde estão localizados frigoríficos e imóveis residenciais.

“Para tentar solucionar o problema em sua totalidade, a orientação da Coordenadoria Geral de Prevenção e Preparação da Defesa Civil Nacional, é a elaboração do Plano de Trabalho de Obras de Contenção, com toda documentação relacionada ao anteprojeto do INPH para que possa ser analisado com vistas à liberação do recurso por parte da Secretaria nacional de Defesa Civil, subordinada ao Ministério da Integração nacional”, explica Adriano.





Fonte: Comunicação PMSJB

Vacinação antirrábica nos postos volantes em São João da Barra

(Foto: Divulgação)
Começa na próxima segunda-feira, 18, a Campanha de Vacinação Antirrábica nos postos volantes de São João da Barra. A equipe do Núcleo de Controle de Zoonoses vai percorrer as localidades do município das 9 às 13h, de acordo com o calendário. O primeiro local atendido será o Jardim das Palmeiras, em Atafona.

Visando a preparação dos agentes de combate a endemias para esta campanha, O Núcleo de Controle de Zoonoses promoveu no último dia 31, o curso de capacitação sobre transmissão e profilaxia da raiva. Nos postos fixos a campanha de vacinação acontece no dia 7 de outubro.

Segundo o Diretor do Núcleo Controle de Zoonoses, Marcos Machado, a raiva canina é a mais conhecida das zoonoses (infecções e doenças transmitidas entre animais vertebrados e humanos) e é transmitida por um animal doente através da mordedura, arranhadura e lambedura. A doença pode demorar até dez dias para se manifestar no animal infectado e, em quase 100% dos casos, é fatal.

A vacinação contra a raiva canina deve ser feita apenas a partir do terceiro mês de vida do filhote e o reforço deve ser feito de um em um ano após a aplicação da primeira dose. Essa regra serve também para os gatos que podem contrair a raiva felina.

Os principais sintomas são o aparecimento repentino de agressividade no animal, salivação excessiva e paralisia. Além da mudança de comportamento, um cão feliz e brincalhão pode se tornar um animal quieto, recatado e cansado. Esses sintomas vão se mostrando de acordo com as fases da raiva canina.






Fonte: Comunicação PMSJB

Jovem é morta pelo namorado após revelar que estava grávida

(Foto: Reprodução)
O corretor de imóveis Gabriel Barros Rangel,de 23 anos, filho do ex-vice-prefeito e ex-vereador de Conceição de Macabu, Reginaldo Rangel, confessou, na noite deste sábado(16), ter matado a namorada, a jovem Dandara Ramos, de 21 anos, e trabalhava como agente de endemias da Prefeitura da cidade.

De acordo delegado Raul Morgado, titular da 122ª DP, o crime teria ocorrido porque Gabriel descobriu que a namorada estava grávida. Mas, a confirmação será conhecida após perícia no Instituto Médico Legal (IML) de Macaé. A vítima levou dois tiros e tinha marcas de violência.

O corpo foi encontrado na noite deste sábado, na localidade de Macabuzinho, zona rural do município. Inicialmente, Gabriel negou o crime. Depois que a polícia apreendeu seu celular e lhe interrogou sobre o local que estava na noite de terça-feira, ele resolveu confessar a autoria e levou a polícia até o local onde havia escondido o corpo.

” Após ser confrontado sobre horários e locais onde esteve, ele confessou o crime e falou que a gravidez motivou o homicídio. Ele falou que a jovem contou sobre a gravidez na terça”, afirma o delegado

Autor ainda escondeu o corpo da vítima. Crime chocou a população de Conceição de Macabu

COMO OCORRREU

A principal suspeita é de que Gabriel foi à casa de Dandara, na última terça, quando ela teria revelado o resultado positivo num teste de gravidez. Antes de confessar, Gabriel postou mensagem em uma rede social sobre o desaparecimento, solicitando que “quem tivesse informações que entrasse em contato”.

Após o desaparecimento de Dandara, a família encontrou sobre sua cama cartões de crédito e livros do curso de enfermagem que ela estava fazendo. O carro de Gabriel teria sido visto nas proximidades da casa, na noite do desaparecimento.






Fonte: Campos24horas

domingo, 17 de setembro de 2017

Homem morre após sofrer afogamento no rio Paraíba do Sul, em SJB

(Foto: Ralph Braz | Pense Diferente)
Um homem morreu após sofrer um afogamento por volta das 13h deste domingo, 17, no rio Paraíba do Sul, Cais do Imperador, Centro de São João da Barra.

De acordo com informações do Corpo de Bombeiros, o homem foi mergulhar no Paraíba do Sul, acabou se afogando e desaparecendo por alguns minutos. Buscas foram feitas e o homem foi localizado ainda com vida, socorrido e encaminhado até a emergência da Santa Casa de Misericórdia de São João da Barra.

A equipe da Santa Casa informou que Edivaldo Martins, de 58 anos, não resistiu e veio a óbito na unidade de atendimento.

O caso foi registrado na 145ª Delegacia de Polícia de São João da Barra






Fonte: Parahybano

sexta-feira, 15 de setembro de 2017

Terminal Multicargas do Porto do Açu bate novo recorde de produtividade

(Foto: Divulgação)
O Porto do Açu alcançou novo recorde de produtividade na movimentação de coque, neste mês de setembro. O navio Genco Ardennes com 49,5 mil toneladas de coque, que ficou em operação durante dois dias no Terminal Multicargas (T-MULT), registrou média de descarregamento de 22 mil toneladas por dia. O número é 36% maior do que o recorde anterior, quando foram movimentadas 16 mil toneladas/dia. A embarcação, de bandeira das Ilhas Marshall, veio de Port Arthur, no Texas.

“Estamos muito satisfeitos com o resultado do T-MULT. Nossa equipe tem se superado a cada operação, garantindo uma movimentação mais eficiente e segura. Esse nosso último recorde é comparável à produtividade de portos que já operam com equipamentos como shiploader (carregador de navio) e esteira transportadora”, afirmou Ideraldo Goulart, diretor de Operações do Porto do Açu.

A descarga dos graneis sólidos que chegam ao T-MULT tem sido otimizada pela atuação de 18 carretas que realizam o transporte da carga do cais até o pátio de graneis. Os veículos pertencem à cooperativa de transporte Cooperlog, de São João da Barra, que foi contratada pelo Porto do Açu para atuar em operações envolvendo graneis sólidos no terminal.

Multicargas

O Terminal Multicargas (T-MULT) do empreendimento, em operação desde junho de 2016, já movimenta bauxita, coque, carvão siderúrgico, carga de projetos e carga geral. Além disso, o terminal tem autorização para operar qualquer tipo de granéis sólidos e líquidos, contêineres e veículos. Representando uma nova alternativa de escoamento para o Sudeste brasileiro, o T-MULT conta com 160 mil m² de área alfandegada.

A infraestrutura do terminal conta com 14,5 metros de profundidade e 500 metros de cais em mais de 200 mil metros quadrados de área total. Sua capacidade anual de movimentação de granéis sólidos e carga geral pode chegar até 4 milhões de toneladas nesta primeira fase.

Entre os equipamentos disponíveis no terminal estão dois guindastes MHCs Terex/Gottwald 4406B, que possuem um alcance de lança de 46 metros cada e capacidade de içamento de carga de até 100 toneladas.






Fonte: Ascom – Prumo

quinta-feira, 14 de setembro de 2017

Setembro Amarelo alerta para a prevenção ao suicídio


Assunto complexo, o suicídio, que espelha fatores biológicos, genéticos, psicológicos, sociais e também culturais, tem sido desvendado, nos últimos quatro anos, pela campanha Setembro Amarelo. Neste ano, como de costume, as atividades de prevenção e sensibilização incluem caminhadas, veiculação de materiais da campanha por figuras públicas que abraçam a causa e a decoração e iluminação de prédios públicos, praças e monumentos com luzes e itens amarelos.

As ações foram iniciadas pela Associação Internacional para Prevenção do Suicídio (Iasp) e trazidas ao Brasil pela Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP), pelo Centro de Valorização da Vida (CVV), referência no atendimento – inclusive remoto – a pessoas em crise, e pelo Conselho Federal de Medicina (CFM). O Setembro Amarelo caminha junto com a campanha Janeiro Branco, que, em um mês em que as pessoas estão mais propensas a renovações, busca vivificar reflexões sobre saúde mental e valorização da vida.


A Organização Mundial de Saúde (OMS) estima que ocorram, no Brasil, 12 mil suicídios por ano. No mundo, são mais de 800 mil ocorrências, isto é, uma morte por suicídio a cada 40 segundos, conforme o primeiro relatório mundial sobre o tema, divulgado pela OMS, em 2014.

Em geral, a vontade de acabar com a própria vida é provocada pela falta absoluta de perspectiva e uma enorme sensação de desamparo e angústia. O que não se destaca é que, na maioria dos casos, o radical desejo é gerado por um quadro de transtorno mental tratável, como depressão, transtorno bipolar afetivo, esquizofrenia, quadros psicóticos graves e transtornos de personalidade, como o borderline.

“Somente 3% não têm diagnóstico desses transtornos. Há um alto índice também de histórico de drogas, álcool e outras substâncias”, diz a psicóloga Fabíola Rottili Brandão.

Fabíola esclarece ainda que, embora prevaleçam os casos em que preexiste um distúrbio mental, há situações em que o suicídio pode ser um impulso desencadeado por um infortúnio pontual, mas que, ainda assim, a pessoa já tem um processo de desorganização interior. “Em 10% das ocorrências podemos observar essas questões. Pode ser, sim, um caso de súbita desesperança.”

Para o psiquiatra Régis Barros, fortalecer-se emocional e mentalmente é como o ser humano resiste às decepções e contrariedades, comuns a todas as pessoas. “Viver não é uma tarefa simples. Viver é fabuloso, mas somos sistematicamente testados, colocados à prova, sofremos com as frustrações do viver. A resiliência é importante para construir uma habilidade social para a vida”, diz.

Saiba Mais

Suporte

Barros defende que a sociedade contemporânea, além da violência, do estresse, da instabilidade econômica e social, vive um momento de competitividade cada vez maior, que favorece o adoecimento mental. “O que se vê são relações muito voláteis, famílias desorganizadas, um mundo social virtual em que o contato e as construções de relações são muito empobrecidas. Há, cada vez mais, jovens que se frustram mais precocemente, uma epidemia dos que se automutilam”, explica.

Por isso, poder contar com uma rede de apoio e, consequentemente, com o acesso ao diálogo é fundamental para que as pessoas com a chamada “ideação suicida” conquistem o equilíbrio e a estabilidade emocional garantidos pelo tratamento de psicoterapia e de medicamentos. Os remédios prescritos por um psiquiatra são essenciais para que o paciente recobre a ordem neuroquímica, e a terapia, por sua vez, auxilia o paciente a saber trabalhar suas emoções.

Há alguns sinais que podem ser identificados por familiares e amigos como sendo de risco, auxiliando no diagnóstico e, portanto, na assistência. Eles devem compreender que a depressão e o suicídio não são uma estratégia infantil da pessoa para chamar a atenção, nem frescura.

Desinteresse pelas atividades que sempre foram prazerosas, sentimento de inutilidade e de culpa, cansaço extremo, irritabilidade, dificuldade de concentração e de tomar decisões e até mesmo falta de higiene com o próprio corpo são comportamentos de alerta. A pessoa tende também a achar que é um fardo para seus amigos e sua família, pode ter baixa qualidade de sono e, ainda, perder ou ganhar peso.

“Há isolamento social, quebra no vínculo familiar, um grande sofrimento psíquico. Mas, às vezes, a pessoa esconde, coloca uma armadura e se esforça para não parecer doente”, complementa Fabíola.

Tanto as pessoas mais próximas como desconhecidos são capazes de acolher e mesmo encaminhar a pessoa suscetível ao tratamento com os profissionais adequados. De acordo com a psicóloga, as unidades de saúde do Sistema Único de Saúde (SUS) carecem de investimento em medicamentos e psicoterapia. “O tratamento de crise precisa ser imediato e nem sempre os dispositivos estão preparados para atender o paciente”, diz Fabíola.

Essa conscientização da família, denominada psicoeducação, evita, inclusive, a repetição de episódios suicidas. “As doenças mentais têm componentes biológicos e não biológicos. Você tem famílias em que o componente é replicado. Mas há uma dificuldade em definir o que é fator ambiental, o que é herança genética, já que temos o mesmo ambiente, com as mesmas questões emocionais, que podem retroalimentar o desejo de se suicidar. O ato de se suicidar não será o ato primário, o primeiro, outros já aconteceram e podem ser evitados”, esclarece Barros.

Colegas de trabalho também podem e devem representar um ponto de socorro. “As empresas não estão preparadas para lidar com essa demanda. Quando tem afastamento do trabalho, existe preconceito. Os empregadores precisam buscar informações e achar formas de acolher. O profissional fica estigmatizado. A gente se dedica tanto ao trabalho e não encontra apoio ali”, pontua Fabíola.






Fonte: Agência Brasil

Não haverá aumento de IPTU, ISS e ITBI em Campos, informa CDL em Campos

(Foto: Ascom | CDL)
Durante Audiência Pública realizada na Câmara de Vereadores de Campos, a prefeitura acabou por atender ao pleito das entidades ligadas ao comércio, indústria e serviços, que acaba por beneficiar também toda a população. Neste primeiro momento, não haverá aumento nas alíquotas de tributos, como Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU), Imposto Sobre Serviços (ISS) e Imposto de Transmissão de Bens Imóveis (ITBI). A Câmara vai discutir e votar o projeto na próxima terça-feira (19).

A audiência foi realizada na tarde desta quarta-feira (13), com a participação de dez vereadores, entre eles, o presidente da Casa, Marcão Gomes(Rede), que conduziu os trabalhos e também com a presença de representantes da CDL Campos, SINDIVAREJO, ACIC, Carjopa e Firjan, além do advogado do escritório Carlos Alexandre, Thiago José contratado pelas instituições.

O procurador-geral do município, José Paes Neto, disse que existe a necessidade de corrigir discrepância na arrecadação do município e evitar “catástrofes, como ocorreu nas finanças do Governo do Estado”. Por isso, o novo código terá artigos para facilitar o processo de cobranças via protestos e para desestimular a inadimplência.

O secretário municipal da Transparência e Controle, Felipe Quintanilha, mais uma vez mostrou em números a situação financeira do município, que, devido à fartura dos royalties do petróleo, não se preocupou com a arrecadação própria.

Para o vereador Neném (PTB), a reunião realizada na sede da CDL, na segunda-feira (11), foi importante para a construção do CTM. “O poder de contribuição de cada cidadão está esgotado. Mas também sabemos que não há uma receita própria e temos que ter algum sacrifício para tentar melhorar. As propostas feitas durante reunião na CDL foram acatadas e levadas ao prefeito. Nunca na história de Campos aconteceu isso, esse debate que está acontecendo”, ressaltou.

As entidades se fizeram presentes, elogiaram a condução do debate e a decisão do prefeito Rafael Diniz.







Fonte: Ascom/CDL

Atendimento psicológico na rede municipal de São João da Barra

(Foto: Divulgação)
Depressão, tristeza profunda, conflitos familiares e até mesmo o estado psíquico podem levar algumas pessoas a atentar contra a própria vida. Outro fator preponderante é o preconceito, por parte da família, que não procura tratamento adequado, o que faz com que a doença agrave e leve a ideação suicida. A prevenção ainda é a solução para evitar este ato fatídico. Em São João da Barra, a Secretaria de Saúde disponibiliza ajuda por meio do Centro de Atenção Psicossocial (CAPS), em Atafona, e unidades de saúde do município.

A falta de informação sobre a gravidade da doença faz com que o indivíduo seja direcionado a um único especialista, que lhe prescreva a medicação necessária aos seus anseios momentâneos, porém, a coordenadora de Saúde Mental, Vânia Maria Neves, alerta para a urgência de um tratamento multidisciplinar, composto por psiquiatra, psicólogo, assistente social, enfermeira e terapeuta ocupacional.

“Observamos em nosso município o crescente número de suicídios, a maioria de mulheres, que não suportam a pressão do sofrimento psicológico e resolvem por si, que não existe saída para seus problemas. Mas há uma válvula de escape, sim. O Caps está à disposição de toda a população e possui um tratamento completo e específico, que pode devolver ao paciente a alegria outrora perdida”, comenta.

Os atendimentos emergenciais relacionados à tentativa de suicídio também são feitos em centros de urgência e emergência, quando psiquiatra e psicólogo são convocados para prestar atendimento psicológico imediato, já que estão aptos a tratar do paciente vulnerável.

O trabalho desenvolvido no Centro de Atenção Psicossocial vai desde intervenções com psiquiatra e medicamento, até abordagens para o profissional entender a forma de lidar com o paciente e como trabalhar para afastar as ideias suicidas; além de escutas, onde o paciente tem voz para expressar seus sentimentos, possibilitando ao profissional saber o que se passa em sua mente.

Família – O vínculo familiar é muito importante no tratamento psicológico do paciente. O Caps proporciona o atendimento até 17h, de segunda a sexta-feira, porém, depois, estes vão para suas casas e precisam de acompanhamento. A solução encontrada pelos profissionais da instituição foi reunir um grupo de familiares para informar sobre a situação do paciente, se ocorreu ou não progressão da doença e quais cuidados devem ter em suas casas. As reuniões acontecem duas vezes por mês. Além do Caps, um primeiro atendimento pode ser feito na Unidade de Saúde do Açu, Grussaí, Barcelos, Mato Escuro e na sede, no ambulatório ampliado, que funciona no bairro da água Santa.

Atendimentos – A coordenadora de Saúde Mental, Vânia Maria Maciel, ressaltou que, além do Caps, a Prefeitura disponibiliza atendimento psicológico e psiquiátrico no bairro Água Santa (sede do município), em Atafona, Grussaí, Mato Escuro, Barcelos e Açu. “O Ambulatório Ampliado de Saúde Mental, localizado na rua Manoel de Souza Braga Neto, 51, na Água Santa, oferece atendimento psicológico, de segunda a sexta, das 9h às 18h; psiquiátrico, terça, quarta e sexta, das 9h às 11h; e com assistente social, quinta e quarta, das 9h às 18h”, informou Vânia.

Já no Carrapicho, em Atafona, o atendimento é feito no Centro de Atenção Psicossocial (Caps), rua Domingos Teixeira de Macedo, 107, com psicólogo, de segunda a sexta, das 9h às 18h; psiquiatra, terça, das 9h às 11h, e quinta, das 9h às 18h; e assistente social, de terça a sexta-feira, das 9h às 18h.

O atendimento é disponibilizado também nas Unidades de Saúde. “Em Grussaí, psicólogo, terça-feira, a partir das 9h, e psiquiatra, terça, a partir das 13h; em Barcelos, psicólogo, quarta, a partir das 9h, e psiquiatra, terça, a partir das 9h; em Mato Escuro, psicólogo, sexta-feira, a partir das 9h, e psiquiatra, terça a partir das 9h; e no Açu, psicólogo, quinta, a partir das 9h, e psiquiatra, terça-feira, a partir das 11h.






Fonte: Comunicação PMSJB